Destaque, Indústria

ATR prevê demanda por 3.000 novos turboélices no valor de 80 bilhões de dólares nos próximos 20 anos

A ATR publicou seu novo Market Forecast (Previsão de Mercado) para o período 2018-2037, no qual prevê um mercado para 3.020 aviões turboélice nos próximos 20 anos. A demanda esperada por turboélices nas próximas duas décadas confirma a boa posição da categoria no mercado regional dos aviões de até 90 assentos. Desde 2010, os turboélices representam 50% do total de vendas do setor, sendo a ATR a opção preferida pelas aéreas regionais.

A principal causa desse panorama positivo é o crescimento do tráfego nas conexões regionais. O crescimento ocorreu tanto nos mercados tradicionais — onde os lugares menos conectados estão sendo conectados por meio de novas rotas regionais diretas — como nos mercados emergentes — onde os turboélices representam a solução mais viável para o transporte de passageiros e mercadorias.

Na previsão de mercado para o período 2018-2037, quase 80% (2.390 aviões) da demanda total deve ser da categoria dos aviões de 61-80 assentos, mercado atendido há anos pelo ATR 72. Os 20% restantes (630 aviões) virão do mercado dos aviões de 40-60 assentos, setor em que o ATR 42, único avião de 50 assentos direto da fábrica disponível no mercado, apresenta grande potencial para o acréscimo de 30 assentos no sentido de substituir os aviões regionais de 50 assentos.

Nos próximos 20 anos, a maior demanda de turboélices deve vir da Ásia (43%), seguida por Europa, África e Oriente Médio (31%) e pelas Américas (26%).

Fora do âmbito do transporte de passageiros, a ATR estima que o aumento no transporte de mercadorias vai gerar, nas próximas duas décadas, um potencial para a entrega de 460 cargueiros turboélice. Tal demanda inclui tanto os aviões convertidos como o recém-lançado ATR 72-600F, único cargueiro regional disponível direto da fábrica.