Airlines, Aviação Comercial, Destaque

O transporte aéreo garante 7,2 milhões de empregos e 156 bilhões de dólares em Atividade econômica da América Latina e do Caribe

A América Latina e o Caribe se beneficiam com as conexões do transporte aéreo já que mais de 316 bilhões de passageiros viajam na região, apoiando a 7,2 milhões de empregos na aviação e as indústrias relacionadas, e 3,3% da atividade econômica da região. Estas situações se encontram num novo relatório, Aviation: Benefits Beyond Borders, publicado hoje pelo Grupo de Ação de Transporte Aéreo (ATAG).

No lançamento do relatório na Conferência Global de Aviação Sustentável do ATAG em Genebra, o Diretor Executivo do ATAG, Michael Gill, disse: “Demos um passo atrás e pensemos como os avanços no transporte aéreo tem mudado a forma em que as pessoas e as empresas se conectam entre si: o alcance que temos hoje é extraordinário. Mais pessoas em mais partes do mundo, estão se beneficiando como nunca antes de uma viagem segura, rápida e eficiente”.

O setor da aviação facilita um nível substancial de turismo na América Latina e no Caribe. A nível mundial, 57% dos turistas internacionais viajam pelo ar. Isto estimula ainda mais a atividade econômica, já que os turistas gastam seu dinheiro em restaurantes, hoteis, lojas, operadores turísticos e outros fornecedores de bens e serviços de consumo. Em 2016, o gasto de visitantes extrangeiros, que voaram à América Latina e ao Caribe, ajudou com um estimado de 3,6 milhões de empregos e contribuiu com 64,7 milhões de dólares ao PBI.

Para 2036, se espera que a aviação na região apoie com 11 milhões de empregos e 353 bilhões de dólares em atividade econômica. A chave deste crescimento será o desenvolvimento sustentável do transporte aéreo, incluídos os acordos liberalizados sobre propriedade transfronteiriça, desenvolvimento da infraestrutura, acordos fiscais que cubram os custos e que não subsidiem outros setores, e, recrutamento e capacitação da força de trabalho relacionada com a aviação.

Luís Felipe de Oliveira, Diretor Executivo da Associação da América Latina e do Caribe de Transporte Aéreo, comentou: “A América Latina e o Caribe é uma das regiões com o maior potencial de crescimento: uma população em crescimento que exige cada dia mais e melhores serviços, que necessita estar conectada e que ainda está voando muito menos que os europeus e os americanos. O transporte aéreo conecta pessoas, famílias, negócios e é um motor importante que impulsa o desenvolvimento econômico e social das nossas nações “.

O Diretor Geral para a América Latina e o Caribe em Airports Council International, Javier Martínez Botacio, disse: “Aviation: Benefits Beyond Borders confirma que os aeroportos e a comunidade aeronáutica são essenciais para o desenvolvimento econômico das comunidades que servem. O crescimento contínuo do sistema de transporte aéreo apresenta desafios para todas as partes interessadas. Os membros da ACI-LAC continuarão trabalhando em colaboração para promover o desenvolvimento da infraestrutura “.

Javier Vanegas, Diretor de Assuntos para a América Latina e o Caribe da Organização de Serviços Civis de Navegação Aérea, disse: “O aumento da demanda de transporte aéreo está impulsando as economias da região, e a indústria de gestão de trânsito aéreo (ATM) joga um papel chave na administração deste crescimento de maneira segura e eficiente. CANSO e seus membros e sócios da indústria estão implementando a navegação baseada no desempenho, a tomada de decisões em colaboração, à gestão do fluxo do tráfego aéreo (AFTM) e outras medidas para melhorar a eficiência e a capacidade do espaço aéreo “.

A nível mundial, o setor de transporte aéreo conta com 65,5 milhões de empregos e 2,7 trilhões de dólares em atividade econômica, incluindo mais de 10 milhões de mulheres e homens que trabalham diretamente para a indústria. A aviação transporta 35% do comércio mundial em valor, mas menos de 1% em volume e 57% dos turistas mundiais viajam aos seus destinos por via aérea.