Aviação militar, Destaque, Indústria

O Boeing T-X completa o seu primeiro voo e valida um design com base nos requisitos da força aérea norte-americana

A Boeing e sua sócia Saab completaram hoje o primeiro voo com o novo avião T-X, desenhado especificamente de acordo com os requisitos de treinamento da força aérea norte-americana.

Durante o voo de 55 minutos, Steven Schmidt, principal piloto de testes do T-X, e Dan Draeger, piloto-chefe dos programas da força aérea, que viajava como co-piloto num assento atrás de Schmidt, validaram os principais aspectos do jato monomotor e demonstraram o bom rendimento do design de baixo risco.

“Fiz parte desta equipe desde o princípio, e foi muito emocionante ser o primeiro a receber treinamento e a pilotar este avião”, declarou Schmidt. “Atende a todas as expectativas. Está bem desenhado e oferece excelentes características de manejo. O painel de controle é intuitivo, amplo y regulável, de maneira que tudo está ao seu alcance”. “Foi um voo agradável, e como resultado, a missão de teste foi um sucesso”, acrescentou Draeger.

Ambos os pilotos foram treinados para o voo usando o sistema completo do Boeing TX, que inclui treinamento e simulação em terra. Com um motor, duas caudas gêmeas, assento do co-piloto um pouco mais alto que o do piloto e um painel de instrumentos avançado, com sistema de treinamento integrado, o Boeing T-X é mais acessível e adaptável que os aviões mais antigos utilizados atualmente.

A Boeing e a Saab apresentaram os primeiros aviões T-X em setembro. O segundo está atualmente em período de teste em terra, e a previsão é que realize o seu primeiro voo no início de 2017. O T-X substituirá o antigo avião T-38 da força aérea norte-americana. A capacidade operacional inicial está prevista para até 2024.